Olhares de diferentes países africanos se encontram com diretoras e diretores brasileiros nas oito sessões de cinema exibidas na Galeria Olido e replicadas no Centro Cultural da Penha. A programação demonstra protagonismo e motivação ao evidenciar as culturas negras como formas de representação e interpretação do mundo contemporâneo. As telas se enchem de diversidade e pluralidade de linguagens, abrigando desde filmes independentes aos grandes ganhadores de festivais da África. Estilos cinematográficas singulares e proeminentes vêm para invadir São Paulo com força e densidade.